fbpx

Quantum assume iluminação pública de São José

13/09/2021

Quantum assume iluminação pública de São José


Escrito
por Quantum

A Quantum Engenharia venceu a licitação da Prefeitura de São José e assumiu, em setembro, a operação do parque de iluminação pública da cidade. Dessa forma, o serviço de manutenção dos pontos de luz apagados já está sob a responsabilidade da empresa. E o processo de transição, que ocorreu de maneira instantânea, não gerou qualquer tipo de prejuízo ou descontinuidade no trabalho.

Entre os itens previstos no contrato estão a implantação do telemonitoramento e a troca das atuais lâmpadas de descarga por outras com tecnologia LED. A modernização irá proporcionar, para a população, mais nitidez no ambiente noturno e garantir uma economia de até 60% para os cofres públicos. E o melhor de tudo: implementações que não agridem o meio ambiente. 

Além disso, a ideia é eliminar também a demanda que está reprimida em situações e locais da cidade os quais contam com estruturas precárias de iluminação. Dessa forma, o trabalho de ampliação começará pelos pontos que estão em desacordo com os preceitos estabelecidos por normas públicas e não apresentam uma iluminação aceitável.

Aqui estamos falando de ruas muito escuras que, por exemplo, inibem a circulação noturna de pedestres. Além disso, a ausência de iluminação prejudica a prática de esportes e ainda dificulta a visibilidade dos motoristas à noite.

Com três décadas de história, pautada principalmente pelo desafio de promover o desenvolvimento aliado à sustentabilidade, a Quantum tornou-se referência. A empresa catarinense é destaque nacional no que se refere ao planejamento, à execução de projetos e operação de parques de iluminação pública.

Esta competência também foi empregada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, já que a Quantum também assumiu recentemente a gerência da iluminação pública da capital gaúcha. Além, é claro, da empresa já estar presente em tantas outras grandes cidades pelo país.

Cidades iluminadas são mais seguras

Você já parou para pensar sobre qual é o papel da iluminação pública na segurança da população? Ou como ela ajuda os agentes de segurança no combate aos altos índices de roubos e assaltos? Pois então, segundo inúmeros estudos já realizados, há uma intensa relação entre a criminalidade e os espaços públicos com pouca ou nenhuma iluminação, tanto em cidades pequenas quanto em grandes centros urbanos.

No entanto, se a falta de luz oferece as condições ideais para a ação de criminosos, que se aproveitam, por exemplo, do fator surpresa e da dificuldade na identificação, o investimento em iluminação pública traz para a população uma maior visibilidade do local, o que afasta esse tipo de risco. Principalmente porque ela atua como ferramenta na prevenção de crimes e, de quebra, ainda ajuda a evitar acidentes de trânsito que costumam ocorrer em locais com pouca iluminação.

Isso foi comprovado por um experimento realizado em Nova York, nos EUA, pelo Bureau Nacional de Pesquisa Econômica em parceria com a polícia metropolitana. De acordo com o levantamento, os pesquisadores constataram que houve uma redução de 36% nos crimes ocorridos durante a noite em vias que receberam reforço na iluminação. 

Daí a importância de investir em sistemas de luzes mais eficientes. Ainda mais que a presença da claridade é apontada como um dos fatores mais determinantes para garantir a segurança e a integridade do cidadão. Mas, além disso, com mais luminosidade também há o embelezamento da cidade. Isso incentiva a vida noturna, acarretando em uma maior circulação das pessoas à noite, por exemplo.

Essa maior movimentação e sensação de segurança também encorajam empreendedores a abrirem ou expandirem seus negócios. Isso faz com seja criada uma cadeia de efeitos positivos, com capacidade de alavancar o turismo, gerando emprego, renda e bem-estar social.

Modernização e gerenciamento eficiente da energia

Os municípios brasileiros estão, aos poucos, modernizando seus sistemas de iluminação pública (IP). Porém, a maior parte ainda usa lâmpadas de vapor de sódio ou de mercúrio, que possuem elementos tóxicos. Conforme dados da Associação Brasileira das Concessionárias de Iluminação Pública (ABCIP), o Brasil tem cerca de 16 milhões pontos de IP. Por isso, promover a modernização com tecnologia LED, além de resultar em eficiência energética e economia na conta de luz municipal, também é uma forma de proteção do meio ambiente.